ACONTECIMENTOS DO DIA BLOG DIA HOJE Países

Dia do Brasil • 7 de Setembro de 1822 • Independência

Maior país da América do Sul e o quinto maior do mundo em área territorial. É também, o sexto país em população, com mais de 213 milhões de habitantes. É o único país na América onde se fala a língua portuguesa, além de ser uma das nações mais multiculturais. Possui uma das maiores economias do Planeta e é sempre lembrado pelo futebol.

Cidade mais populosa

São Paulo

Governo

República federativa presidencialista

Independência

de Portugal 

 – Data

7 de setembro de 1822

Área

8 510 345,538 km² (5.º)

 – Água (%)

0,65

 Fronteira

Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa (França), Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela

PIB

US$ 3,078 trilhões (8.º)

 – Per capita

US$ 14 563 (83.º)

IDH (2019)

0,765 (84.º) – alto

Fuso horário

(UTC-3)

Cód. Internet

.br

Cód. telef.

+55

REPÚBLICA DO BRASIL

Capital BRASÍLIA

Língua PORTUGUÊS

População 213.317.639

Moeda REAL BRL

Clima DIVERSOS

 

FONTE

WIKIWAND

www.gov.br

República Federativa do Brasil, o maior país da América do Sul e da região da América Latina, sendo o quinto maior do mundo em área territorial (equivalente a 47,3% do território sul-americano), com 8 510 345,538 km²[9] e sexto em população[10][11] (com mais de 213 milhões de habitantes). É o único país na América onde se fala majoritariamente a língua portuguesa e o maior país lusófono do planeta,[12] além de ser uma das nações mais multiculturais e etnicamente diversas, em decorrência da forte imigração oriunda de variados locais do mundo. Sua atual Constituição, promulgada em 1988, concebe o Brasil como uma república federativa presidencialista,[8] formada pela união dos 26 estados, do Distrito Federal e dos 5 570 municípios.[8][13][nota 1]

Cristo Redentor • Cidade do Rio de Janeiro

Banhado pelo Oceano Atlântico, o Brasil tem um litoral de 7 491 km[12] e faz fronteira com todos os outros países sul-americanos, exceto Chile e Equador, sendo limitado a norte pela Venezuela, Guiana, Suriname e pelo departamento ultramarino francês da Guiana Francesa; a noroeste pela Colômbia; a oeste pela Bolívia e Peru; a sudoeste pela Argentina e Paraguai e ao sul pelo Uruguai. Vários arquipélagos formam parte do território brasileiro, como o Atol das Rocas, o Arquipélago de São Pedro e São Paulo, Fernando de Noronha (o único destes habitado por civis) e Trindade e Martim Vaz.[12] O Brasil também é o lar de uma diversidade de animais selvagens, ecossistemas e de vastos recursos naturais em uma grande variedade de habitats protegidos.[12]

O território que atualmente forma o Brasil foi oficialmente descoberto pelos portugueses em 22 de abril de 1500, em expedição liderada por Pedro Álvares Cabral. Segundo alguns historiadores como Antonio de Herrera e Pietro d’Anghiera, o encontro do território teria sido três meses antes, em 26 de janeiro, pelo navegador espanhol Vicente Yáñez Pinzón, durante uma expedição sob seu comando. A região, então habitada por indígenas ameríndios divididos entre milhares de grupos étnicos e linguísticos diferentes, cabia a Portugal pelo Tratado de Tordesilhas, e tornou-se uma colônia do Império Português.[15] O vínculo colonial foi rompido, de fato, quando em 1808 a capital do reino foi transferida de Lisboa para a cidade do Rio de Janeiro, depois de tropas francesas comandadas por Napoleão Bonaparte invadirem o território português. [16] Em 1815, o Brasil se torna parte de um reino unido com Portugal. Dom Pedro I, o primeiro imperador, proclamou a independência política do país em 1822. Inicialmente independente como um império, período no qual foi uma monarquia constitucional parlamentarista, o Brasil tornou-se uma república em 1889, em razão de um golpe militar chefiado pelo marechal Deodoro da Fonseca (o primeiro presidente), embora uma legislatura bicameral, agora chamada de Congresso Nacional, já existisse desde a ratificação da primeira Constituição, em 1824.[16] Desde o início do período republicano, a governança democrática foi interrompida por longos períodos de regimes autoritários, até um governo civil e eleito democraticamente assumir o poder em 1985, com o fim da ditadura militar.[17]

Cidade de São Paulo, a maior do país

O PIB nominal brasileiro foi o décimo segundo maior do mundo[18][19] e o oitavo por paridade do poder de compra (PPC) em 2020.[20][4] O país é um dos principais celeiros do planeta, sendo o maior produtor de café dos últimos 150 anos.[21] É classificado como uma economia de renda média-alta pelo Banco Mundial[22] e um país recentemente industrializado, que detém a maior parcela de riqueza global da América Latina. Como potência regional e média,[23] a nação tem reconhecimento e influência internacional, sendo que também é classificada como uma potência global emergente[24] e como uma potencial superpotência por vários analistas.[25] É membro fundador da Organização das Nações Unidas (ONU), G20, BRICS, Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), União Latina, Organização dos Estados Americanos (OEA), Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), Mercado Comum do Sul (Mercosul) e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul).

Etimologia

Ver artigo principal: Etimologia de Brasil

As raízes etimológicas do termo “Brasil” são de difícil reconstrução. O filólogo Adelino José da Silva Azevedo postulou que se trata de uma palavra de procedência celta (uma lenda que fala de uma “terra de delícias”, vista entre nuvens), mas advertiu também que as origens mais remotas do termo poderiam ser encontradas na língua dos antigos fenícios. Na época colonial, cronistas da importância de João de Barros, frei Vicente do Salvador e Pero de Magalhães Gândavo apresentaram explicações concordantes acerca da origem do nome “Brasil”. De acordo com eles, o nome “Brasil” é derivado de “pau-brasil“, designação dada a um tipo de madeira empregada na tinturaria de tecidos. Na época dos descobrimentos, era comum aos exploradores guardar cuidadosamente o segredo de tudo quanto achavam ou conquistavam, a fim de explorá-lo vantajosamente, mas não tardou em se espalhar na Europa que haviam descoberto certa “ilha Brasil” no meio do oceano Atlântico, de onde extraíam o pau-brasil (madeira cor de brasa).[26] Antes de ficar com a designação atual, “Brasil”, as novas terras descobertas foram designadas de: Monte Pascoal (quando os portugueses avistaram terras pela primeira vez), Ilha de Vera Cruz, Terra de Santa Cruz, Nova Lusitânia, Cabrália, Império do Brasil e Estados Unidos do Brasil.[27] Os habitantes naturais do Brasil são denominados brasileiros, cujo gentílico é registrado em português a partir de 1706[28] e se referia inicialmente apenas aos que comercializavam pau-brasil.[29]

História

Ver artigo principal: História do Brasil

Ver artigo principal: História pré-cabralina do Brasil

Ver artigo principal: Colonização do Brasil

Ver também: Descobrimento do Brasil

Ver artigo principal: Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves

Ver artigos principais: Independência do Brasil e Império do Brasil

Ver artigos principais: Proclamação da República, República Velha e Era Vargas

Ver artigos principais: Quarta República e Ditadura militar

Sexta República

Ver artigo principal: Sexta República Brasileira

Após o movimento popular das Diretas Já, os civis voltaram ao poder em 1985 inaugurando a chamada Nova República, com a eleição do oposicionista Tancredo Neves, que, entretanto, não assumiu o cargo devido à morte decorrente de uma grave doença.[139] Seu vice, José Sarney, assumiu a presidência,[140] tornando-se impopular ao longo de seu mandato por conta da piora da crise econômica e hiperinflação herdadas do regime militar, mesmo com uma breve euforia inicial do seu Plano Cruzado.[141] Sarney deu continuidade ao programa de governo de Tancredo Neves instaurando, em 1987, uma Assembleia Nacional Constituinte,[142] que promulgou a atual Constituição brasileira.[143] No entanto, o fracasso do Governo Sarney na área econômica e o consequente desgaste político permitiu a eleição, em 1989, do quase desconhecido Fernando Collor, que posteriormente sofreu processo de impeachment pelo Congresso Nacional brasileiro em 1992, com seu vice- presidente, Itamar Franco, assumindo o cargo em decorrência.[144]

Do novo ministério nomeado por Itamar, com integrantes de praticamente todos os partidos que aprovaram o impeachment de Collor.[145] destacou-se Fernando Henrique Cardoso (FHC), como ministro da Fazenda e coordenador do bem-sucedido Plano Real,[146][c] que trouxe estabilidade para a economia brasileira, após décadas de inúmeros planos econômicos de governos anteriores que haviam fracassado na tentativa de controlar a hiperinflação.[144] Em consequência, FHC foi eleito presidente na eleição presidencial de 1994 e novamente em 1998.[147] A transição pacífica de poder para seu principal opositor, Luiz Inácio Lula da Silva, eleito em 2002 e reeleito em 2006, mostrou que o Brasil finalmente conseguiu alcançar a sua muito procurada estabilidade política.[148]

Nas eleições de 2010, Dilma Rousseff tornou-se a primeira mulher eleita presidente.[149] Em junho de 2013, irromperam no país manifestações populares por diversas reivindicações sociais.[150] Após as polarizadas eleições de 2014, Rousseff foi reeleita, no entanto, em 2015, sua rejeição atingiu quase 70% em meio a protestos populares, ao mesmo tempo em que vários políticos eram investigados pela Polícia Federal.[151] Em abril de 2016, a Câmara iniciou um processo de impeachment contra a presidente, que foi ratificado pelo Senado em maio.[152] Rousseff foi deposta em 31 de agosto e seu vice, Michel Temer, assumiu o cargo.[153] Em 2018, o ex-presidente Lula foi condenado e preso por corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Lava Jato.[154] Nas eleições de 2018, elegeu-se presidente o candidato Jair Bolsonaro, do Partido Social Liberal (PSL), que venceu no segundo turno Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT), com o apoio de 55,13% dos votos válidos.[155]

15 de Agosto • Dia Hoje • Edição 2021

Dia da Independência da Coreia, da Índia e do Congo-Brazzaville ♥ Aniversário da cidade de Sorocaba (SP) • Glória Maria • Bernardo Guimarães • Óscar Romero • Oscar Peterson • Leandro • Melinda Gates • Carla Daniel • Sérgio Hondjakoff • Ben Affleck • Jennifer Lawrence ♣ FALECIMENTOS • Euclides da Cunha • Joe Seneca

Dia do México • 16 de Setembro de 1810 • Independência

País localizado na América do Norte. Com um território que abrange quase 2 milhões de Km2, o México é o 14.º maior país do mundo. Sua capital é Cidade do México. Sua população é de 126 milhões de habitantes (2020). É o 11.º país mais populoso do mundo. É o segundo em PIB da América Latina. Seu IDH é 0,779 (74.º) – alto

Dia da Guatemala • 15 de Setembro de 1821 • Independência

País da América Central, com uma população estimada em cerca de 17,2 milhões de habitantes. É o país mais populoso da América Central. Sua capital é a Cidade da Guatemala. Seu IDH é de 0,663 (127.º) – médio. Sua história é marcada pela Civilização Maia clássica, que dominou a área onde está o país, até a conquista do Iucatã pelos espanhóis

Dia do Tadjiquistão • 9 de Setembro de 1991 • Independência

País montanhoso da Ásia Central. Sua capital é Duxambé. Sua população é de 9.275.827 habitantes. Seu IDH é de 0,668 (125.º) – médio. Sua história vem desde a Antiguidade, remontando a 3 000 a.C., primeiramente com os persas. Após a invasão de Alexandre, o Grande, os mongóis e turcos otomanos também a ocuparam

Dia da Macedônia do Norte • 8 de Setembro de 1991 • Independência

País localizado na península balcânica, no sudeste da Europa. É um dos estados sucessores da antiga Iugoslávia. Sua população é de 2.103.721 habitantes e seu IDH é de 0,757 (80.º) – alto. A história da região remonta à Antiguidade, começando com o reino de Peônia, provavelmente uma política mista traco-ilíria

Dia de Essuatíni • 6 de Setembro de 1968 • Independência

Essuatíni é um país em desenvolvimento com uma economia pequena, baseada na agropecuária. Anteriormente conhecido como Suazilândia, é um país da África Austral, limitado por Moçambique e pela África do Sul. Sua população é de 1.343.098. Suas capitais são Mebabane (administrativa) e Lobamba (legislativa)

Dia do Vietnã • 2 de Setembro de 1945 • Independência

País do Sudeste Asiático. Com uma população de mais de 90 milhões de habitantes, é o 14º país mais populoso do mundo, tendo Hanói como sua capital desde sua reunificação, em 1976. É um dos Estados socialistas Marxistas-Leninistas existentes. Sua língua é o vietnamita e seu IDH é de 0,704 (117.º) – alto

0 comentário em “Dia do Brasil • 7 de Setembro de 1822 • Independência

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: