BLOG CITAÇÕES

O Príncipe que fala com a flor • Saint-Exupéry • 122 Anos

"É preciso que eu suporte duas ou três larvas, se eu quiser conhecer as borboletas." • "As pessoas adultas nunca entendem nada sozinhas, e é cansativo, para as crianças, sempre lhes dar explicações." - Saint-Exupéry, autor de "O Pequeno Príncipe" ou "O Principezinho".

“É preciso que eu suporte duas ou três larvas,

se eu quiser conhecer as borboletas.”

Saint-Exupéry

Saint-Exupéry

Antoine-Marie- Roger de Saint-Exupéry

(Lyon, 29 de junho de 1900Mar Mediterrâneo, 31 de julho de 1944)

escritor, ilustrador e piloto francês

As suas obras são caracterizadas por alguns elementos como a aviação e a guerra.

Também escreveu artigos para várias revistas e jornais da França e outros países, sobre muitos assuntos, como a guerra civil espanhola e a ocupação alemã da França.

Destaca-se Brasil: O Pequeno Príncipe / Portugal: O Principezinho de 1943, livro de grande sucesso de Saint-Exupéry.

A obra vendeu mais de 200 milhões de exemplares em todo o mundo. O autor, no entanto, morreria um ano depois da publicação do livro e não testemunhou o seu sucesso.[6]

Le Petit Prince pode parecer simples, porém apresenta personagens plenos de simbolismos: o rei, o contador, o geógrafo, a raposa, a rosa, o adulto solitário e a serpente, entre outros.

Aqueles que passam por nós não vão sós, não nos deixam sós.

Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.

Saint-Exupéry

O personagem principal vivia sozinho num planeta do tamanho de uma casa que tinha três vulcões, dois ativos e um extinto.

Tinha também uma flor, uma formosa flor de grande beleza e igual orgulho.

Foi o orgulho da rosa que arruinou a tranquilidade do mundo do pequeno príncipe e o levou a começar uma viagem em busca de amigos, que o trouxe finalmente à Terra, onde encontrou diversos personagens a partir dos quais conseguiu repensar o que é realmente importante na vida.

O romance mostra uma profunda mudança de valores, e sugere ao leitor quão equivocados podem ser os nossos julgamentos, e como eles podem nos levar à solidão. O livro nos leva à reflexão sobre a maneira de nos tornarmos adultos, entregues às preocupações diárias, e esquecidos da criança que fomos e somos.

A perfeição não é alcançada quando

não há mais nada a ser incluído,

mas sim quando não há mais nada a ser retirado.”

FONTES

0 comentário em “O Príncipe que fala com a flor • Saint-Exupéry • 122 Anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: