ACONTECIMENTOS DO DIA BLOG INTERNET

Psiquiatra auxilia na adoção do hábito de se exercitar

UOL • "Exercício físico é remédio". O assunto foi tema do debate realizado nesta terça-feira (31) como parte da campanha de VivaBem. O painel contou com a presença da médica psiquiatra Ana Paula Carvalho, especialista em medicina do estilo de vida; da educação física Marcio Lui; a apresentadora Ellen Jabour; e o cozinheiro Leo Santos

‘Todo hábito novo demanda energia’, diz psiquiatra sobre exercício físico


Por que é tão difícil sair do sedentarismo e incorporar uma atividade física na rotina? O assunto foi tema do debate realizado nesta terça-feira (31) como parte da campanha de VivaBem “Exercício físico é remédio”. O painel contou com a presença da médica psiquiatra Ana Paula Carvalho, especialista em medicina do estilo de vida; o profissional de educação física Marcio Lui; a apresentadora e modelo Ellen Jabour; e o cozinheiro low carb e MasterChef Leo Santos.

FONTE: UOL

Danielle Sanches / Do VivaBem, em São Paulo

Os convidados compartilharam experiências pessoais sobre a prática de exercícios físicos e falaram também da importância dos exercícios para a saúde física e mental, além de dicas de como vencer o desânimo e começar a se mexer.

Para Lui, é importante que as pessoas saibam que voltar a treinar ou iniciar uma prática pode ser difícil mesmo para a maioria das pessoas —especialmente para quem não está acostumado ainda a se exercitar. Por isso, é importante respeitar o próprio corpo para não dar um passo maior que a perna e acabar desistindo no meio do caminho.

“Minha recomendação é, neste início, escolher duas ou três atividades diferentes para inserir na rotina”, diz o especialista. “Nós vivemos de estímulos e, dessa forma, não caímos na mesmice”, afirma.

Constância forma o hábito

A psiquiatra Ana Paula Carvalho ressaltou que o cérebro humano foi programado biologicamente para não gastar energia. Isso explica porque a mente acaba resistindo quando tentamos iniciar uma atividade física. “Todo hábito novo, no início, demanda muita energia do corpo”, afirma a médica.

Para não acabar desanimando, ela recomenda manter uma constância de prática e escolher uma modalidade que seja mais estimulante. “Fazer o que se gosta, de preferência no mesmo horário, isso vai firmar o compromisso e fazer o cérebro se adaptar aos poucos”, afirma. “A repetição vai se tornar um hábito”, completa.

0 comentário em “Psiquiatra auxilia na adoção do hábito de se exercitar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: