Entre o agredido e o agressor

A reação do agredido não é a mesma coisa que a violência do agressor. O agredido tem razão ao reagir, enquanto o agressor nunca teve o direito de agredir. E do sangue derramado tiramos uma grande lição, de que nunca colhemos flores em um jardim de opressão. Defender a paz não significa submissão, quer dizer apenas que somos capazes de ganhar guerras, somente com o coração. Continuar lendo Entre o agredido e o agressor